Formação

Apesar da economia solidaria ser uma forma de economia que existe há muito tempo e haver relatos de ações dessa forma de economia nos mais remotos tempos da história, e um tema que não faz parte do cotidiano das pessoas, ou seja, não é uma prática comum na sociedade contemporânea.

A economia solidaria traz uma proposta de organização social e econômica totalmente inversa ao princípio norteador do capitalismo que é a concorrência e a disputa. Aqui, a solidariedade associada à economia ganha a conotação de cooperação, o que pode pressupor uma mudança de cultura, fazendo da formação elemento essencial para essa compreensão.

Visando a conquista da autonomia dos grupos acompanhados pela IPEPS, a incubadora tem como pratica a busca por formas que permitam a moderação e facilitação da qualificação profissional do trabalhador da economia solidaria como forma de prepará-lo para o mercado, oferecendo alguns cursos que fazem parte da formação básica em economia solidaria, bem como, cursos específicos para os grupos conforme demanda por intermédio de meios próprios ou parcerias.